Lista de Dispensas 2018. Faça sua reserva!

>)))°> Olá amigos do Bloglorioso!

Após uma longa viagem ao Equador, e com um jogo decisivo na próxima quarta-feira pela Libertadores, o técnico Levir Culpi se viu obrigado a escalar um time totalmente reserva – com exceção do goleiro Vanderlei – contra o Botafogo “misto” no Engenhão. Aliás, Vandeco, novamente, o melhor do Santos em campo. Porque, definitivamente, o restante da equipe foi de chorar. Acredito que o Santos B desempenharia um papel melhor contra o time do técnico Jair Ventura… Ao menos o Santos B treina, não disputa nada para coisa nenhuma, mas treina.

Noguera foi o pior de todos. Dois gols na conta dele. Questão de posicionamento mesmo. Assistiu ao jogo assim como eu e você, meu caro leitor. Seu único recurso é a bola aérea. E quando o beque argentino foi à área tentar alguma coisa, a volta e recomposição do time foi um “Deus nos acuda”. Saídas ao ataque suicidas sem qualquer estratégia de cobertura.

O Peixe sofreu pelo seu lado esquerdo. A estreia do menino Orinho não foi das melhores. O Botafogo sabia disso e apostou todas as suas fichas no lado mais fraco do Santos, que tinha fraca cobertura de Léo Citadini, como segundo volante.

Mas a disputa pelo destaque negativo da partida foi acirrada. Thiago Ribeiro e Leandro Donizete lutaram muito para vencer o prêmio “pixotada” da rodada… Ruim, mas muito ruim mesmo, meus amigos.

Na segunda etapa Levir mexeu colocando Vecchio e Serginho, mas o panorama não mudou muito. Com maior ocupação no setor de meio de campo, o Peixe apenas sofreu menos.

Levir Culpi lavou as mãos na coletiva, eximiu todos de culpa e se apoiou na maratona de jogos, na viagem, no calendário ou qualquer outra coisa que justificasse a péssima atuação da equipe reserva, que jogou fora pontos importantes para a sequência do Brasileirão. Mas aí eu pergunto: se você olha na tabela e sabe que dentre dois jogos importantes pela Libertadores tem um – também importante – pelo nacional, por que não preparar a equipe suplente para tal missão? Pra que serve um técnico auxiliar? Pra que se tem 30 jogadores no elenco? Pra que um CT com 3 campos? Veja bem, pergunto tudo isso, pois o que se viu ontem não foi um time de futebol. Foi um catado de jogadores para uma pelada sem compromisso e sem qualquer entrosamento. Uma tremenda bagunça em campo, uma vergonha! Não que eu tenha assistido ao jogo com a esperança dos 3 pontos, mas pelo menos um futebol melhorzinho, né Levir?

O departamento do médico do clube confirmou as ausências de Lucas Lima e Renato no jogo de volta contra o Barcelona, na Vila Belmiro. Uma pena.

A nota triste da noite de sábado, além da queda da sequência de 17 jogos sem derrota e os desfalques pra quarta, foi sobre o atacante Nilmar. Ficam aqui os votos de todos os colunistas do Bloglorioso por sua pronta recuperação.

Voltando ao Engenhão, e olhando pelo lado positivo – se é que há algum – o jogo de ontem no Rio de Janeiro serviu pra ver quem pode e quem não pode vestir a camisa do Peixe. Na minha opinião, a grande maioria que entrou em campo já deve procurar outro time em 2018. Boa sorte a todos!

Seja sócio do Santos F.C. sociorei.com.br 

Compre somente produtos oficiais do Santos F.C. santosstore.com.br 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s