Alison de casa

>)))°> Olá amigos do Bloglorioso!

“O Peixe perdeu sete vezes na Vila em 2017: São Paulo, Ferroviária, Palmeiras, Cruzeiro, Sport, Barcelona de Guayaquil e Vasco. Os piores anos foram em 1940, 1952 e 1986, com nove derrotas na temporada”.

A informação acima, citada no portal globoesporte.com, é preocupante. O Peixe não faz mais a lição de casa como antes e o Alçapão não é mais o mesmo. Além disso, mais uma vez, com o Santos em segundo lugar na tabela, público de 7 mil, sociais e camarotes às moscas… Em breve vamos, novamente, abordar esse assunto. É chato, mas é preciso.

O Santos do professor Elano é, sem dúvidas, mais alma que aquele time morto do Levir Culpi. Mas, o que ficou evidente, ontem na Vila Belmiro, é que não basta somente vontade. Dentro de um plano tático, o Vasco foi mais time que o Peixe. Mais equilibrado na ligação defesa-meio-ataque, melhor distribuído taticamente e mais perigoso.

Na primeira etapa foi bastante complicado para o Santos conseguir entrar na defesa dos vascaínos. Bruno Henrique jogando na direita não rende como na esquerda. Deve haver um motivo muito bom para Elano improvisar um dos principais jogadores do time para preservar Arthur Gomes em sua posição de origem. No segundo tempo, essa simples inversão de lados levou mais perigo à defesa do Vasco. A partir daí, Bruno “Bolt” Henrique entrou no jogo.

O adversário trouxe à Vila Belmiro um time leve e rápido. Com Renato de “terno” nos trinques, Alison, o jovem e valente Menino da Vila, saiu de campo acabado, esgotado e se arrastando. Deu dó. Caju sofreu com os avanços e o baile de Paulinho, sobrecarregando as coberturas de Alison e Braz – que saiu lesionado. Afinal, só um Alison de casa não faz milagre. Mas como o amigo Elano vai sacar o amigo Renato do time? Fica difícil, né?

Péssima partida de Vitor Ferraz e seus erros de passe. Se Dorival Júnior e o São Paulo realmente querem o “meu véio” em 2018, avisem o Modesto que eu faço a entrega embrulhada para presente – sem custo.

Lucas Lima jogou bem. Foi dele o passe milimétrico para o gol de Pastor, que sofreu bastante com a dura marcação de Paulão. Aliás, apesar dos gols, seria bom a atual ou a próxima diretoria pensar na reposição de nosso centroavante de 38 anos. Mas como o amigo Elano vai tirar o amigo Oliveira do time? Complicado, né?

Vanderlei, unanimidade nacional, falhou no gol. Noite de “mão de alface” do melhor goleiro do Brasil. Assim como falhou contra o Atlético na saída do gol, em noite de “Taffarel”… Vandeco tem crédito, mais crédito que Sócio Rei Black.

A “lei do ex” deu suas caras novamente na Vila Belmiro. Nenê fez a bola nanar na gaveta de Vanderlei, em falta cometida por Luis Felipe (ex-titular retornando de lesão), que acabara de entrar no lugar de David Braz, em uma dessas ironias do acaso. Antes, quem costumava entrar e fazer “cagada” era o Lucas Veríssimo, lembram? Zagueirão que hoje virou titular absoluto e inquestionável.

Como santistas nosso ofício é torcer, o deles é jogar. E não jogaram o suficiente para vencer o Vasco da Gama. Não por falta de vontade, mas por falta de capacidade – sejamos mais realistas. Assim como nossa torcida, que não lota a Vila. Não por falta de capacidade, mas por falta de vontade mesmo – sejamos mais otimistas. Vontade que passa pelo interesse que deve ser trabalhado pela diretoria. Tratar melhor seu torcedor, captar novos, gerar mais envolvimento, enfim… Com o gancho das eleições do clube em dezembro e este grande problema que se tornou a Vila Belmiro e as lições de casa não feitas, esse assunto fica para o próximo post, ok?

>)))°> Peixe Curioso: Ontem, quando o goleiro reserva do Vasco, Jordi, entrou em campo, “Stranger Things” aconteceram. Santistas como eu, na faixa dos trinta e todos, quase quarenta anos, recordaram o menino francês “Jordy”, que fazia a lição direitinho, com o sucesso mundial dos anos 90, “Alison”.

 

Vai Santos!

Sei lá… Se não der, que sirva de lição.

 

Foto de capa: Ivan Storti / Santos FC

Seja sócio do Santos F.C. sociorei.com.br 

Compre somente produtos oficiais do Santos F.C. santosstore.com.br 

Anúncios

3 comentários em “Alison de casa

  1. Vanderlei falhou no 1º gol que passou por cima da mão dele e no segundo também, já que colocou a barreira, deu o canto pro Nenê bater a falta e deveria saber que o Nenê ia colocar a bola por cima da barreira e ele nem sequer pulou… defensável? talvez não, mas poderia ter sido mais esperto porque o batedor fez o que era previsível àquela distância.

    Curtir

  2. E antes que eu me esqueça, Vila Belmiro é um patrimônio nosso, temos que ter orgulho, mas se o Santos quiser ser grande, tem que jogar em Sampa os jogos mais importantes , o Pacaembu tem que ser mais usado

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s